Buscar
  • Anna Amaral

Banhos terapêuticos: para que são usados e como devem ser feitos?



Os banhos terapêuticos são muito utilizados para cães e gatos que possuem algum tipo de dermatite e sensibilidade na pele. Desde alergias a piodermites (infecção da pele). “Na maioria dos casos os banhos são feitos semanalmente, tendo um período de ação sem enxágue de 10 minutos para depois enxaguar e secar, mas varia muito de animal para animal e da doença de pele”, explica a veterinária, Carolina Linzmeyer.

Os produtos mais usados para os banhos terapêuticos são shampoos manipulados de maneira personalizada. Suas fórmulas podem ser com agentes antioxidantes, agentes hidratantes e agentes emolientes. “É importante procurar farmácias de manipulação de confiança uma vez que alguns agentes podem ter contraindicações. O alcatrão que está na formulação de alguns shampoos, é tóxico para os gatos. Bem como alguns agentes que são contraindicados para alergias e podem até piorar o quadro”, acrescenta.

Passo a passo para um banho terapêutico ideal:

  • Antes de iniciar o banho: deixe todos os materiais separados, escove os pelos, removendo com cautela os nós e emaranhados

  • Proteja os ouvidos: a limpeza externa pode ser feita com movimentos suaves, utilizando gaze ou algodão embebidos com produtos apropriados para a higiene das orelhas, de preferência produtos de pH neutro, bolas de algodão devem ser inseridas nos ouvidos para que não ocorra a entrada de água, pois o excesso de umidade pode ser prejudicial à saúde ontológica do animal.

  • Umedeça os pelos*: com abundância de água, umedeça o pelo do animal como um todo, caso o medico veterinário indique uma temperatura adequada para o tratamento, siga a recomendação.

  • Hora do shampoo**: aplique o shampoo na quantidade prescrita pelo veterinário, sempre fazendo movimentos de massagem até formar uma leve espuma.

  • Enxágue bem***: após deixar o shampoo agir pelo tempo que for prescrito pelo veterinário, é importante enxaguar bem, com água morna para que não fique resíduos na pelagem.

  • Seque com secador: para secar completamente os pelos do pet, sempre tomando cuidado com a temperatura do vento.

* Respeite a temperatura da água, caso seja observada pelo médico veterinário, pois alguns tratamentos podem ter singularidades para ser mais eficientes, o que varia de profissional para profissional.

** Alguns shampoos terapêuticos podem não produzir espuma, não se preocupe, a espuma não é um indicador de limpeza e nem de eficiência de tratamento. Isso ocorre, pois alguns ativos inibem a produção de espuma do shampoo.

*** Após o enxágue do shampoo terapêutico não lave o animal com shampoo tradicional, ele irá remover os ativos presentes no produto anterior fazendo com que o tratamento não seja eficaz ou até mesmo piorando o quadro clinico do animal.

98 visualizações

NOSSA EMPRESA

Farmácia de Manipulação Veterinária para seu PET!

Envie a receita do seu pet e receba seu orçamento em até uma hora.

Onde estamos

Rua Professora Rosa Saporski, 280, Mercês 

Curitiba - PR, 80810-120

(41) 3221-7180

(41) 99935-2227

vendasvet@magistral.far.br

Horários

Segunda a Sexta das 9h-18h

Sábado das 8h-12h

  • logo-whatsapp-circulo
  • Facebook
  • Instagram
  • whatsapp-icone
  • instagram-topo
  • facebook-topo
simbolo-logo.png